sábado, 11 de abril de 2015

Sherlock Holmes: Um pouco de sua história




Um pouco de Historia: Elementar meu caro Watson

 Segundo Conan Doyle, criador do personagem, Sherlock Holmes viveu em Londres, no apartamento 221 Baker Street , entre os anos 1881 a 1903 , durante o último período da era Vitoriana, onde passou muitos anos na companhia do seu amigo e colega, Dr. Watson


Baker Street 221



Estátua em homenagem a Sherlock Holmes em Baker street









O seu irmão mais velho, Mycroft  trabalha para o serviço Secreto Britânico. Segundo Holmes, seu irmão Mycroft não somente é mais brilhante do que ele próprio, como também possui um senso de observação e de dedução muitas vezes superior ao seu, embora seja preguiçoso demais para ir aos locais das investigações para analisá-las quando faltam fatos.




Sacada do grande detetive
Sherlock Holmes descreve-se como um "detetive consultor"  o que significa que as pessoas vêm-lhe pedir conselhos sobre os seus problemas, ao invés de se dirigir a elas.  A sua especialidade é resolver enigmas singulares, que deixam a polícia desnorteada, usando a sua extrema faculdade de observação e dedução.
Holmes demonstra, ao longo das suas histórias, uma capacidade de dedução e um senso de observação impressionantes, ajudados por uma cultura geral extensa e variada (ele é capaz de identificar a marca de um tabaco somente pelo seu cheiro e pela cor de suas cinzas). 

Outra de suas marcas registradas, a frase: "Elementar, meu caro Watson", foi criada no teatro, com muitas outras particularidades, como o cachimbo curvo do detetive. Muito embora alguns aleguem que se trate de uma das primeiras falas do personagem em seu romance de estreia Um Estudo em Vermelho (1887), ela não se encontra no original nem em outras traduções do texto.

  
Hoje esse endereço é um museu dedicado a Sherlock Holmes.

a porta mais conhecida no imaginário da literatura.




Até o próximo post!

Sherlock Holmes: "O homem que nunca existiu mas, que nunca morrerá"



Olá Pessoas!


Passar no meio de livros antigos e se deparar com a Londres Vitoriana. Um sonho cercado de mistérios: foi assim que nos sentimos quando visitamos a Exposição sobre Sherlock Holmes no Museu de Londres. 
A sala Multimeios ainda motivada pelo grande projeto realizado ano passado, decidiu trazer para os alunos registros da exposição dos 150 anos de Sherlock Holmes. 
               "O homem que nunca viveu mas, que nunca morrerá".



Cartão de chegada 



Sherlock Holmes foi criado por Sir Arthun Conan Doyle que inspirado e grande fã do escritor Edgar Alan Poe, descreveu um homem metódico, com vários defeitos e um poder de dedução fantástico para resolver crimes na Londres do século XIX. Sherlock Holmes ainda hoje é um dos mais atraentes personagens dos romances policiais.Sua habilidade para desvendar crimes aparentemente insolúveis, até mesmo para Scotland Yard, transformou seu nome em sinônimo de detetive. Ele aparece ao todo em 60 obras de Conan Doyle.



entrada do museu




passagem secreta: The Game is on


O personagem Sherlock Holmes tornou-se tão poderoso que, como pouquíssimas vezes na história, engoliu o seu criador; raramente se ouve falar em Sherlock Holmes como "o personagem criado por Conan Doyle  mas sim o inverso. 
Talvez por isso o criador não gostava de sua criatura.


O espelho ao contrário



Com um cenário bem típico de Londres, encontramos um lugar escuro, com ares de mistério e vários objetos ligados a obra de Conan Doyle, incluindo versões de várias obras.
Um dos objetos mais interessantes é um mapa da criminalidade Londrina no século XIX, destacando lugares mais ou menos perigosos.



A era Vitoriana

A londres de Sherlock Holmes e a atual


A exposição, traz, além de roupas, acessórios e o modo de vida da antiga Londres, também faz uma homenagem a todos os atores britânicos ou não que já deram vida ao grande detetive e ao seu inseparável amigo Watson.


Vestimenta utilizada por Benedict Cumberbach no atual
seriado Sherlock da BBC
Pena que não o encontramos!



A Londres Vitoriana única e Industrial


Seu inseparável violino.
Sherlock era um exímio violinista

As tecnologias da época
disponíveis ao grande detetive

O chapéu e Watson e o  boné de Sherlock
sua marca registrada.


Até o proximo post!







segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

I festival de cinema da Escola Municipal Celestino Pimentel



Olá pessoas!

No dia 13/12 ás 8h30 da manhã teremos a continuação do Festival de cinema

O filme exibido será o Hobbit, a desolação de Smaug.











Não se esqueçam que os ingressos serão retirados até quarta feira dia 11/12


A gente se vê lá!


Até o próximo post!


domingo, 7 de dezembro de 2014

Exposição em Londres investiga os mistérios de Sherlock Holmes




Museu expõe filmes, publicações, roupas e objetos pessoais do detetive. Personagem é um dos mais enigmáticos da literatura e do cinema.



A correspondente Cecília Malan visitou uma exposição em Londres, com filmes, publicações, roupas e objetos pessoais do detetive mais famoso da ficção.
Quem foi Sherlock Holmes? Esse é o grande mistério que o Museu de Londres tenta resolver.
Mas por onde começar? Homem da ciência e da razão, mestre do disfarce, ilustre morador da Londres vitoriana do século XIX, aquela com lâmpadas de gás, carruagens e nevoeiro, e dono de uma mente analítica, anos luz à frente do conhecimento criminalístico da época.
Bastam três objetos - uma lupa, um cachimbo e um chapéu - para identificar o detetive mais famoso de todos os tempos: Sherlock Holmes, o homem que nunca viveu, mas que jamais morrerá.
O personagem nasceu da imaginação do escritor escocês Arthur Conan Doyle há mais de 125 anos. Esse caderno preserva as primeiras linhas do primeiro conto e foram essas ilustrações de Sydney Paget que revelaram ao mundo a aparência do detetive, inicialmente batizado como Sherrinford.
Na literatura, o mundo de Sherlock Holmes girava em torno do apartamento 221B da Baker Street, em Londres. Na vida real, o endereço nunca existiu. Foi criado em 1990 para sediar o museu dedicado ao investigador, mas os visitantes não precisam ser bons detetives para perceberem que o museu, na verdade, fica no número 239 da rua.
Em sua única entrevista, datada de 1929, o autor Conan Doyle revelou surpresa ao receber cartas de fãs pedindo autógrafos de Sherlock. As pessoas acreditam que ele existe de verdade! O escritor chegou a matar Sherlock em um livro publicado em 1893, mas a pressão dos leitores foi tanta que ele se viu na obrigação de ressuscitar o personagem.
A imortalidade de Sherlock Holmes, agora, está garantida nas telas do cinema e da televisão. Mais de 70 atores já tiveram o privilégio de interpretar o detetive mestre, alguns com mais sucesso do que outros. O casaco usado pelo inglês Benedict Cumberbatch, por exemplo, é uma das peças mais populares da exposição, a primeira em mais de 60 anos. 
Uma oportunidade imperdível de bisbilhotar objetos de colecionadores particulares e desvendar alguns segredos do maior especialista do mundo em solucionar grandes enigmas.
*A sala multimeios terá o privilégio de fazer a visita ano que vem. Aguardem fotos e filmagens.
Edição do dia 08/11/2014 08/11/2014 14h01 - Atualizado em 08/11/2014 14h01

Até o próximo post!

I festival de cinema



Olá pessoas!

Nos dias 12 e 13/12/2014 acontecerá na sala multimeios o I FESTIVAL DE CINEMA DO CP, com o objetivo de levar filmes de boa qualidade para a comunidade escolar.

O evento é gratuito e os ingressos podem ser  retirados na sala multimeios na quarta feira a partir das 13h30.

A seleção é feita pela regente do ambiente dando devida a tenção a classificação indicativa  e os ingressos são intransferíveis.


No dia 12/12/2014 teremos Malévola da Disney com Angelina Jolie









sábado, 8 de novembro de 2014

The Game is on III: registros fotográficos



Olá Pessoas!

Seguem os registros finais do jogo Scotland Yard. Foi uma experiência fantástica e apreciada por todos.  E o final sempre tem que ter um pouco de emoção. Agradecendo novamente a professora de Língua Portuguesa pela parceiria.

Meninos, sem comentários. Amo vocês.

Segue o filminho com a musica básica.


#ScotlanYard  #Sherlock  #VaiDeixarSaudade #DaPraVirarProjeto



video




Até próximo post!






































quinta-feira, 30 de outubro de 2014

O III Assombro literário começou! E já faz sucesso!






Gritar faz bem a saúde... e assistir filme de terror também.

Afinal, o que é um filme de terror?

Terror ou Horror é um gênero literáriocinematográfico que está sempre muito ligado à ficção e fantasia As histórias de terror sempre fizeram parte do imaginário só ser humano; o prazer de sentir medo e da imprevisibilidade faz com que eles sejam tão fascinantes.  O fascínio causado por tais obras encontra sua principal explicação por lidar com questões que culturalmente nos inspiram alguma aprrensão tais como pesadelos ou o medo da morte. Não confundamos o gênero terror com o drama criminal que evidencia a violência, a mutilação e a tortura. 

E para a sala multimeios esse não é o objetivo.

Os principais representantes deste genero literário vem da Inglaterra e França.

A tradição gótica floresceu ao gênero moderno que os leitores chamam de "terror literário" a partir do século XIX. Influentes obras e personagens que continuam a ressoar através do cinema nos dias de hoje viram seu genesis em obras como o Frankenstein de Mary Shelley (1818), os contos de Edgar Allan Poe, os trabalhos de Sheridan Le Fanu, o Strange Case of Dr Jekyll and Mr Hyde(1886) de Robert Louis Stevenson e o Drácula de Bram Stoker (1897). Cada uma destas obras criaram um contínuo ícone de horror que fora visto em modernas re-imaginações manifestadas em palco ou em tela de cinema.

Um dos mais populares escritores de terror contemporâneo é o Stephen King, conhecido por ter escrito as famosas obras CarrieO IluminadoIt (livro)ItMisery e muitas outras.Tendo iniciado o seu trabalho na década de 1970, King conseguiu atrair uma enorme audiência, motivo este que fez com que a U.S. National Book Fundation o premiasse em 2003. Brian LumleyJames HerbertDean KoontzClive Barker , Ramsey Campbell Peter Straub também são autores de horror contemporâneo populares. Sequências de livros best-selling de tempos contemporâneos estão relacionadas com ficção de horror, tais como a fantasia urbana de lobisomens Kitty Norville de Carrie Vaughn, e a ficção gótica e erótica de Anne Rice. Elementos do gênero de horror continuam a se expandir para além do gênero de terror em si.



Primeiro dia de assombro cinematográfico foi um sucesso. 

O filme que foi exibido foi com o ator do inesquecível Harry Potter para as turmas do 8o ano a e 7o ano A e pertence  também a uma britânica. The Woman in Black é dirigido por James Watkins e escrito por Jane Goldman e é baseado no romance homônimo de Susan Hill. É produzido e filmado nos estúdios da Hammer Film Productions, um dos grandes estúdios de terror/suspense dos anos 60 e 70. 

O filme é estrelado por Daniel Radcliffe, o ator conhecido por dar vida ao bruxinho Harry Potter.




segue o trailler: 






Afinal de contas um "sustinho" aqui e ali não faz mal a ninguém! E que venham as próximas vítimas...digo...as próximas turmas. 


Hoje será o dia do 9o ano. 


O que será?????? 


‪#‎AssombroCinematografico‬‪#‎MedinhoBasico‬ ‪#‎ChegouOutubro‬


Até o próximo post!